Notícias

11/05/2015 12:16

13 de maio Dia do Automóvel

Pouca gente sabe, mas no dia 13 de maio é comemorado o “Dia do automóvel” aqui no Brasil . Essa comemoração foi instituída em 11 de maio de 1934 por Getúlio Vargas,  e a opção pelo dia 13 se deu por conta da inauguração da primeira rodovia no país totalmente pavimentada com placas de cimento, que aconteceu exatamente no dia 13 de maio de 1926. Essa rodovia fazia a ligação entre a então capital do país, Rio de Janeiro, à cidade de Petrópolis.

Naquela época, vale lembrar, ainda não existia uma indústria automobilística no Brasil, e os veículos que por aqui circulavam eram importados prontos ou apenas montados em nosso país. A primeira linha de montagem brasileira só foi inaugurada em 1919, em São Paulo, pela norte-americana Ford, quando passou a produzir aqui o famoso modelo “T”. Mais tarde o governo brasileiro deu incentivo para a fabricação de veículos utilitários, como caminhões, ônibus e caminhonetes, mas o investimento para produção de carros de passeio só aconteceu durante o governo Juscelino Kubitschek, na segunda metade dos anos 50.

E você sabe qual foi o primeiro carro de passeio construído aqui? Pois aqui temos uma polêmica. Oficialmente, o primeiro carro nacional é a perua Vemaguete, produzida pela DKW-Vemag, a partir de 15 de novembro de 1956. No entanto, desde 5 de setembro do mesmo ano, já era produzido aqui o modelo Romi-Izetta. Mas como este carrinho possuía apenas uma porta - posicionada na frente do carro e que se abria levando a coluna de direção junto – ocorreu um conflito com a legislação brasileira da época, que dizia que um carro de passeio deveria possuir pelo menos duas portas. Assim, não era considerada um veículo de passeio, inclusive para receber os benefícios de desconto nos impostos , o que prejudicou sua produção na época.

Mas deixando a polêmica de lado, falemos dos dois carros:  a Vemaguete era uma perua com capacidade para 5 pessoas, produzida em conjunto pela alemã DKW e pela brasileira Vemag. No seu lançamento, era equipada com um motor 2 tempos de 3 cilindros e   900 centímetros cúbicos,  que gerava 38 cavalos.  

Já a Romi-Izetta era produzida pela Romi (empresa nacional que fazia máquinas agrícolas),sob licença da BMW (que havia comprado a marca da falida italiana Iso). O carrinho foi lançado com motor de motocicleta de 250 cilindradas, 2 cilindros e 13 cavalos, e levava só duas pessoas em seu único banco. A Vemaguete foi fabricada até 1967, enquanto que a Romi-Izetta teve vida curta e desapareceu em 1961.



Podium Comercial de Produtos Automotivos Ltda Fone:(62)3270-1400 podium@podiumlubrificantes.com.br